Tudo a Custo Zero: 10 Gestos a Evitar na Entrevista de Emprego

sábado, 2 de fevereiro de 2019

10 Gestos a Evitar na Entrevista de Emprego


Não é só o que diz que pode arruinar a sua prestação numa entrevista de recrutamento. A sua linguagem corporal é ainda mais traiçoeira.


Existem profissionais que são peritos em ler os sinais corporais das pessoas com quem interagem, como os jogadores de poker, polícias, ou psicólogos, bem como nos recursos humanos, particularmente os profissionais que estão treinados e tem experiência em fazer entrevistas de trabalho.


Saiba quais são os 10 sinais de linguagem corporal identificados pela Forbes, que podem afastá-lo do emprego que deseja:





MÁ POSTURA

Encostar-se para trás é encarado como preguiça ou arrogância, inclinar o corpo na direcção do entrevistador, é lido como uma atitude agressiva, e sentar-se de forma descuidada é interpretado como um sinal de preguiça ou de falta de respeito. Sente-se com as costas direitas (sem parecer que engoliu um garfo) e mantenha o queixo ligeiramente levantado.


QUEBRAR O CONTACTO VISUAL

Em situações de avaliação, a maioria das pessoas sente-se desconfortável em manter o contacto visual quando o interlocutor também o olha nos olhos. Tente resistir mais uns segundos, aguente mais um pestanejar, até desviar naturalmente o olhar. Siga esta dica especialmente durante um aperto de mão.


INTERROMPER OU APONTAR

Estes são dois erros a evitar a todo o custo, pois são uma invasão do espaço e do tempo do interlocutor, o que revela alguma agressividade.


CRUZAR OS BRAÇOS

Este é o sinal típico de quem está à defesa ou a tentar resistir a alguma coisa. Não é o mais apropriado numa entrevista de emprego. Deve sim, mostrar-se aberto e receptivo às perguntas do recrutador e às ideias que lhe está a transmitir.


EXAGERAR NOS ACENOS

Não precisa de acenar constantemente com a cabeça para mostrar ao seu interlocutor que está a perceber o que ele lhe diz. Isso transmite alguma insegurança da sua parte e vontade de agradar - o que sendo verdade, não é necessário revelar de forma ostensiva. Use um ligeiro sorriso para mostrar que entende a mensagem, e é claro que pode acenar, mas apenas de vez em quando.


ROER AS UNHAS

Pare de roer as unhas. Se for preciso coloque as mãos em cima da mesa para resistir à tentação. Esse nervosismo vai distrair o entrevistador. O seu objetivo é que escutem o que tem para dizer e transmitir uma mensagem de alguma segurança, o que ficará inviabilizado com este comportamento.


MÃOS ATRÁS DAS COSTAS

É importante manter uma postura acessível e agradável, por isso não tente controlar os seus gestos, escondendo as mãos atrás das costas. Isto é ainda mais importante quando começa a falar. Manter as mãos nos bolsos ou atrás das costas enquanto fala, transmite um ar pouco natural, pela falta de movimentos.


EXPRESSÕES CONTRADITÓRIAS

Se a sua resposta não está de acordo com a expressão que transparece no seu rosto, vai deixar o entrevistador confuso. Se alguém lhe pergunta o que gosta realmente de fazer, e ao responder a sua expressão é de pânico ou sofrimento, parecerá que está a mentir. Tente manter-se calmo e controlar as emoções.


DESVIAR O OLHAR

O olhar perdido ou um desvio de olhar súbito podem sugerir falta de segurança no que diz, que está distraído, ou a mentir. Olhar as pessoas nos olhos é uma forma de mostrar confiança e à vontade.


FIXAR O OLHAR

A esta altura já está baralhado com o que pode considerar 'instruções' contraditórias, mas não é disso que se trata. O que tentamos dizer-lhe é que deve tentar agir com naturalidade. Ou seja, assim como não deve evitar o contacto visual, também é constrangedor (e até assustador) se fixar o olhar em alguém durante muito tempo. Se acha que poderá ter dificuldade nesta área, comece já a treinar quando fala com os seus pais ou com outras pessoas.


Poderá gostar de: 

Sem comentários :

Enviar um comentário