Tudo a Custo Zero: 9 Truques das Lojas de Roupa para o Fazer Gastar Mais Dinheiro

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

9 Truques das Lojas de Roupa para o Fazer Gastar Mais Dinheiro

Quando entra numa loja, é imediatamente bombardeado com imagens, sons, cheiros, etc. Esta sobrecarga de sentidos não é aleatória, é escolhida a dedo com um único objetivo: fazer você gastar mais!

Cheiro:

As lojas colocam fragâncias perfumadas de forma a criar boas sensações para despertar o impulso de comprar.

Espelhos:

Nunca se sentiu mais magra/o nos espelhos de certas lojas? São usados espelhos especiais na qual lhe mostram uma silhueta mais atraente e o/a fazem com que leve a roupa para casa em dois tempos.



Música:

A música animada nas lojas de roupa tem o intuito de criar boa disposição no cliente, o ritmo de movimento e também fazer com que o cliente permaneça mais tempo na loja. A ideia é que o cliente esteja alegre, disposto a comprar e a diambular emr toda a loja. Ver outros clientes a comprar e a movimentarem-se leva a pessoa a seguir o mesmo comportamento.


Disposição:

A loja de roupa segue o mesmo esquema do supermercado. Os principais artigos ficam dispostos à entrada, outros estão camuflados no interior, tendo para tal o cliente que os procurar passando por todos os outros, e os pequenos artigos, mais baratos, ficam cerca do balcão, para pegar e levar, enquanto se espera na fila de pagamento.

Disposição de prateleira é um conceito novo e interessante, as pessoas tendem a gravitar para o centro das exposições. Parece que temos esse “instinto natural”, e somos mais propensos a comprar algo que está no centro de uma exibição.

Luzes:

A montra e a entrada da loja são brilhantes para convidar o cliente a entrar. Somos atraídos por coisas que brilham e refletem.


CORES E COMBINAÇÕES:

Estes pequenos sinais simbólicos têm um grande impacto sobre o que decidimos comprar, e quanto tempo estamos dispostos a permanecer numa loja.

Por exemplo, a cor tem um grande impacto em nossas opções de compras. Cores evocam ou representam sentimentos, e os logistas usam isso para sua vantagem.

As cores têm diferentes associações. Por exemplo, o vermelho é quase sempre a cor associada com vendas porque inspira as pessoas a agir e é estimulante.

Lugares que querem mostrar que têm um preço razoável tendem a ter logotipos vermelhos, mas também podem ser laranjas.
Preto é quase sempre associado com preços mais altos e produtos de luxo.




TATO:

Todas essas lojas cuidadosamente projetadas não são estruturadas apenas para encher os nossos olhos com objetos brilhantes. Também querem nos forçar a tocá-los. Por quê? Porque tocar quase sempre significa comprar.

As lojas que criam obstáculos para que sejamos obrigados a parar enquanto andamos por elas. Nisso o cliente acaba em tocar algo, e ficam mais propensos a comprá-lo.




    As lojas exibem seus produtos de formas que os consumidores fiquem tentados a tocá-los. Isso significa que os produtos não podem estar perfeitamente dobrados, empilhados e organizados, porque as pessoas não querem fazer uma bagunça só pra encontrar uma peça do tamanho certo.


    Essencialmente, quanto mais tempo o produto passa na sua mão, mais propenso a comprá-lo você fica.


    ASSISTÊNCIA:

    Ter uma voz que lhe auxilie pode levar o cliente a decidir-se pela compra. Os vendedores da loja são educados, faladores e simpáticos, muitas das vezes com o objetivo da venda em mente.

    PREÇOS BAIXOS:

    A estratégia de preço de apelo ao consumo mais conhecida é a do preço decimal. Os preços acabados em 99 ou 95, vendem mais que os preços ligeiramente acima, pois o cérebro dá mais atenção ao número na esquerda da casa decimal.

    Veja também: Aproveite 60% de Promoção na Mango + 10 eur.de Oferta ao Inscrever-se Gratuitamente! 

    Uma peça de roupa pode ter um preço muito baixo na etiqueta. Isso é bom para o cliente. O problema é que como este está a poupar numa peça, ele tem a tendência de gastar dinheiro noutra, só porque poupou noutro lado.

    As lojas têm alguns artigos específicos a preço reduzido, mas a maioria estão marcados acima do seu preço, o que gera lucro para a loja, mesmo com vários artigos a preços reduzidos.

    Arquivo do blogue