Tudo a Custo Zero: Baixa do Preço da Gasolina e Gasóleo. Saiba Quanto Vai Poupar

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Baixa do Preço da Gasolina e Gasóleo. Saiba Quanto Vai Poupar

Combustíveis descem e ficam ainda mais baratos no final da semana! Cotações do petróleo nos mercados internacionais ajudam a explicar a redução dos preços tanto da gasolina como do gasóleo. E a revisão do Imposto sobre os Combustíveis, na quinta-feira, também vai ajudar.






Tanto a gasolina como o gasóleo estão mais baratos esta segunda-feira e vão descer ainda mais no final da semana, com a revisão do Imposto sobre os Combustíveis que o Governo prometeu fazer trimestralmente. Os cálculos à cotação do petróleo são favoráveis para antecipar uma descida.
Por agora, os preços, em média, serão mais ou menos estes:
GasóleoGasolina
- 1 cêntimo- 2 cêntimos
= 1,113 euros= 1,37 euros
Os valores por litro que apresentamos advém da subtração feita aos atuais que estão a ser praticados, em média, nos postos de abastecimento.

Esses valores médios constam no site da Direção Geral de Energia e Geologia, onde os consumidores podem ter acesso a que bombas têm o gasóleo e a gasolina mais baratos.

O petróleo deixou no início de maio os máximos deste ano alcançados no final de abril, acima dos 45 dólares (embora hoje, por exemplo, o barril de Brent, que é aquele que serve de referência para Portugal, esteja até a cotar acima desse valor em Londres).

O imposto sobre os combustíveis - ISP - tem vindo a encarecer o abastecimento do carro desde fevereiro, altura em que foi aumentado pelo Governo em seis cêntimos por litro, ainda antes de o Orçamento do Estado entrar em vigor. A primeira revisão trimestral do referido ISP acontecerá na quinta-feira, dia 12 de maio. Podemos já antecipar que haverá uma descida, embora o impacto possa não assim tão grande nos preços finais.

Certo é que gasóleo e gasolina, hoje mais baratos, ficarão mais um pouco já no final desta semana.

Ainda a este propósito, o Governo deixou já a garantia de que o desconto nos combustíveis para camionistas já anunciado "não é um regime aplicável na fronteira" e que o objetivo é alargá-lo "a todo o país", após um período experimental.

Arquivo do blogue